A Importância do Toque

A Importância do Toque”O toque é tão importante quanto a própria vida”. Em um experimento bárbaro e atroz do século 13, o imperador alemão Frederico II queria saber que linguagem e que palavras as crianças falariam caso fossem criadas sem ouvir uma única palavra que fosse.

Ele tirou um certo número de bebês de suas casas e os colocou com pessoas que os alimentavam mas tinham instruções rigorosas de não tocar, não fazer carinho, nem falar com eles. Os bebês nunca disseram uma única palavra.

Todos morreram antes de poder falar. Ainda que o experimento de linguagem tivesse sido um fracasso trouxe uma descoberta importante: O toque é essencial à vida.

Salimbene, um historiador da época, escreveu sobre o experimento em 1248: “Eles não puderam viver sem carinho”. Essa descoberta valiosa foi redescoberta infinitas vezes e, mais recentemente, nos anos 90, na Romênia, onde milhares de crianças asiladas viveram sem ser tocadas, algumas vezes por anos a fio. Estudos de PET (parecidos com os estudos de SPECT) em um determinado número dessas crianças abandonadas exibiram um decréscimo geral considerável na atividade do cérebro inteiro.

O amor entre os adultos é similar. Para que ocorra uma formação de elo adequada, os casais precisam se abraçar, se beijar, se tocar e manter olhares afetuosos. Não basta que um lado dê e o outro receba passivamente. Manifestações físicas de amor precisam ser recíprocas, caso contrário o outro parceiro se sente ferido e rejeitado, o que acaba fazendo com que o elo se desfaça. (Transcrito do livro: Transforme Seu Cérebro, Transforme Sua Vida de Daniel G. Amen, M.D. Editora Mercuryo Ltda.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *