Milton H. Erickson

Milton H. EricksonMilton Hyland Erickson nasceu no estado de Nevada – EUA, em 15 de Dezembro de 1901 e faleceu em 1980 em Phoenix – Arizona. Erickson contraiu poliomielite aos 17 anos. Como ele mesmo disse, segundo Zeig (1995, p.20) a pólio ao torná-lo imobilizado por alguns anos, foi o melhor professor que já tivera quanto ao comportamento humano e seu potencial. Ensinou a ele a força da motivação, mínimas mudanças comportamentais e um extremo senso de percepção e observação.

[separador  altura=”1″]

Erickson realizou sua formação acadêmica recebendo o título de Bacharel e Mestrado em Psicologia, além do título de M.D. da Universidade de Medicina de Wisconsin em 1929.

Erickson estudou profundamente a hipnose tanto clínica como experimentalmente durante toda a sua vida, propondo uma nova forma de se entender e compreender a hipnose e seus fenômenos.

Entre suas realizações profissionais foi presidente de várias instituições americanas, voltadas para o estudo e pesquisa na área PSI. Autor de mais de 140 artigos didáticos.

Erickson hoje é considerado a figura mais criativa da terapia breve e estratégica, inovando na busca da terapia voltada para a solução. (Zeig, 1985, p.36). Tornou-se conhecido como o pai das abordagens estratégicas breves para psicoterapia. (Fonte: Instituto Milton Erickson de São Paulo)

Milton H. EricksonACRESCENTANDO UM PONTO: A PNL, Programação Neurolinguistica, formalizada por Grinder e Blander, teve como suportes Virginia Satir terapeuta de família; Frederic Perls da Gestalt e Milton H. Erickson psicólogo e criador da Escola Ericksoniana de Psicoterapia Breve e Hipnose Ericksonia, ambas voltadas para a solução.

A maior contribuição à PNL foi sem dúvida de Milton Erickson. Tanto este quanto a PNL são difundidos atualmente no mundo todo, subsidiando e instrumentalizando as abordagens em Psicoterapia Breve de forma muito rica. Deixo aqui, meu tributo ao mestre Milton H. Erickson.